16 de fev de 2017

Tecnologias a serviço da segurança do motociclista



Os dispositivos eletrônicos de segurança para motocicletas estão aparecendo e evoluindo rapidamente. Desde o lançamento do ABS para motos em 1994, outros "anjos" apareceram e estão se tornando populares. Evidentemente, as tecnologias precisam descer a hierarquia de preço de mercado, então o que hoje está disponível apenas numa KTM pode ser item de série numa XJ6 em cinco anos e numa Titan em dez.

ABS


O sistema dispensa maiores apresentações. Evita o travamento das rodas durante a frenagem. Está cada vez mais popular: na Europa equipará todas as motos com motor igual ou maior que 125 a partir de 2016 e no Brasil é opcional nas Hondas CB 300R e XRE 300.

eCBS


Distribui a força de frenagem entre os eixos dianteiro e traseiro de acordo com a necessidade e independente da proporção aplicada aos comandos. Ao contrário daquele que equipa a Honda Titan e boa parte dos scooters, é eletrônico e dependente do ABS.

HHC (Controle de subida)


Hill Hold Control, em subidas íngremes segura o freio por um segundo ou até a moto sair do lugar. Evita que a moto desça para trás e cause uma vergonhosa queda. É útil em motos pesadas, principalmente com garupa.

MSC (Controle de Estabilidade)


Motorcycle Stability Control, o novo anjo da guarda dos motociclistas. Evita derrapagens durante curvas, evita que a moto volte à posição vertical durante uma frenagem em curva e evita empinadas por excesso de aceleração. O dispositivo atua em conjunto com ABS, eCBS, TCS e acelerador eletrônico para medir inclinação, aceleração, força de frenagem e cortar aceleração. Equipa, entre outras, a KTM Adventure 1190.


TCS (Controle de tração)


Traction Control System, evita o destracionamento da roda traseira durante a aceleração. O TCS não permite que a roda traseira gire em falso e atua em conjunto com o ABS e o acelerador eletrônico, pois depende do sensor de rotação e da aplicação do freio. Indispensável em motos potentes, está presente em Yamaha R1 e Kawasaki ZX-10R.